CG Propaganda
A primeira impressão é a que fica
Você sabia que fazemos design de embalagens?
Um design de embalagem moderno e diferenciado pode influenciar nas vendas de seu produto.
Redes sociais
Outras empresas do
Grupo CG Comunicação
 
Segunda-feira, 07 de Maio de 2012
Sustentabilidade, um conceito que vai além da propaganda
Muito se fala sobre sustentabilidade nos dias de hoje, é quase um modismo dizer-se sustentável, ou "ecologicamente correto". Quase todas as embalagens possuem em seus rótulos o selo "eco". Porém o que muitas organizações não se atentam é que hoje o tema é bem mais sério e relevante do que há algum tempo. Para os consumidores, mais do que dizer que é uma empresa sustentável, é preciso mostrar em atitudes e valores sua responsabilidade com o ambiente e com a sociedade.

O conceito de sustentabilidade que advém do propósito de responsabilidade social na gestão empresarial, se tornou muito utilizado a partir da década de 90. Pensando em novas estratégias de marketing, em novas propostas de posicionamento diante do consumidor, e também nos fatores ambientais que denunciavam um desequilíbrio das fontes naturais, as empresas nacionais começaram a trazer o conceito de sustentabilidade para suas marcas, propagandas e produtos. Até então o interesse pelo tema se resumia apenas em causar "boa impressão" nas propagandas e nas prateleiras do supermercado, mas na minoria dos casos os bons hábitos eram incorporados ao cotidiano da empresa, aos seus métodos de produção e ao seus valores e estratégias empresariais.

Com o passar do tempo, este assunto começou a tomar grandes proporções. Sustentabilidade se tornou preocupação de quase todos os consumidores, estes bem mais críticos, comunicativos e participativos no contexto social, e como tal exigem uma nova atitude de quem presta serviço e de quem oferece produtos pra consumo. Por isso, hoje, ser "ecologicamente correto" não pode ser considerado um diferencial competitivo, é uma necessidade para empresas que se preocupam com a sobrevivência de seu negócio a longo prazo.

O fato é que quanto mais estes consumidores são impactados por novas informações, por novas tecnologias, indústrias e por variedade cada vez maior de produtos e serviços, mais criteriosos serão em relação a escolha do que comprar ou não comprar e nesse quesito terá a preferência do consumidor a empresa que tiver um real compromisso com o meio ambiente e com medidas sustentáveis que preservem o meio social. Portanto, é necessário incorporar o tema em toda estrutura organizacional, na rotina corporativa, na mente de todos os funcionários, nos valores da empresa. A partir disso, então, o cliente reconhecerá a empresa ecologicamente correta.

Trazer este conceito para dentro da empresa, além de necessário, é também extremamente positivo. A prática do "marketing verde" leva a organização à eficiência no uso de materiais e portanto maior economia nos custos de matéria prima (o que significa menos impactos ambientais, já que essas matérias podem ser produzidas a partir da reutilização de outros materiais); sintonia e credibilidade junto ao consumidor, fornecedor, funcionário e representante; agregação de valor à marca; participação cooperativa na sociedade (que traz benefícios a todos).

Para ancorar uma empresa sobre este alicerce, alguns fatores são fundamentais. O primeiro deles é a idoneidade deste valor em sua empresa, ou seja, de nada adiantará dizer que a empresa se preocupa com o meio ambiente se na prática não desenvolve ações e campanhas voltadas para a preservação do mesmo. Os consumidores logo perceberão que a intenção não passa de palavras. É imprescindível incorporar no "DNA" da empresa a preocupação com este fator social. Em segundo lugar,  é preciso diagnosticar como a empresa interfere no ambiente e a partir disto desenvolver ideias para minimizar ou aniquilar estes impactos. Um terceiro ponto essencial, é promover mudanças nos valores da empresa e estes devem vir de "cima" para "baixo", ou seja, gerentes, líderes e diretores precisam comprar a ideia e então passá-la aos subordinados, e dessa forma gerar uma mudança de "dentro" para "fora". Ainda nesse contexto é importante levar o funcionário a contribuir e participar das ações propostas pela organização, afinal eles levam esses valores para além dos limites do local de trabalho. Em quinto lugar, impactar todos os parceiros, fornecedores, representantes e clientes com as novas práticas e valores. A partir disso, é só esperar para colher os bons frutos.

Se você tem interesse em conhecer mais sobre estas estratégias, clique aqui.
©2017 - CG Propaganda e Design - +55 (19) 3894-6007 - Indaiatuba - SP - Brasil